Gapi forma formadores para dinamizarem o empreendedorismo juvenil em Cabo Delgado

Gapi forma formadores para dinamizarem o empreendedorismo juvenil em Cabo Delgado

15 profissionais, representando o INEP (Instituto Nacional de Emprego), IFPELAC (Instituto De Formação Profissional e Estudos Laborais), IICP (Instituto Industrial e Comercial de Pemba), CTA (Confederação das Associações Económicas de Moçambique), SEJE (Secretaria de Estado da Juventude e Emprego) e o Instituto Agrário de Bilibiza, beneficiaram de uma formação em empreendedorismo conduzida pela Gapi na cidade de Pemba.

Numa acção financiada pela União Europeia e pelo Instituto Camões, a formação visou capacitar os participantes para que possam preparar, conduzir, monitorar e avaliar os cursos de formação de empreendedores (aspirantes, start ups e empresários/empreendedores), usando a metodologia de formação do Programa Começa o Seu Negócio (CDSN).

Esta actividade realiza-se no âmbito da parceria com o Projecto + Emprego, a qual tem como objectivo “aumentar as oportunidades económicas da população de Cabo Delgado, em particular da camada jovem, contribuindo para a melhoria do acesso ao trabalho decente e do seu rendimento, em actividades directa ou indirectamente relacionadas com a indústria do gás natural” – explicou Jorge Cuambe, técnico da Gapi responsável por esta acção.

Cuambe, reforçou ainda que, “as ferramentas adquiridas, estimularão as Parcerias Público-Privadas (PPP) com forte impacto no emprego e apoiarão o sector público mormente os sectores da educação profissional e de emprego, mas também as Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPMEs), visando o aumento da respetiva competitividade e a melhoria da empregabilidade dos jovens qualificados, através da criação de empregos decentes e sustentáveis”.

A Gapi tem estado a dar particular atenção aos assuntos da mulher e juventude em todo o país, com particular destaque à província de Cabo Delgado, local onde, além da gestão de linhas de crédito e sistemas de garantias para pequenas empresas, a instituição tem também sido solicitada a realizar intervenções de estabilização e inclusão socio-económica em áreas de actividades de megaprojectos como os da TotalEnergies em Palma, e da Ruby Mining, em Montepuez.

Ainda em Cabo Delgado e em parceria com a organização Ayuda em Acción e com financiamento da fundação LaCaja, a Gapi implementa um projecto-piloto denominado “W4P” – Trabalho Para o Progresso, no qual 31 micronegócios estão a ser assistidos para se converterem em empresas formais e terem acesso a crédito. As condições desses financiamentos incluem períodos de deferimento convenientes para a estabilização inicial dos negócios, bem como taxas de juro inferiores a 12% ao ano. A Gapi está a assumir com meios próprios a responsabilidade de acompanhamento dos beneficiários. Até ao presente momento, já foram criados e assegurados cerca de uma centena de postos de trabalho.

Close Menu